"Em busca das rapinas do Estuário do Tejo"

"Em busca das rapinas do Estuário do Tejo"

Início
05/10/2021 09:30

Fim
30/06/2022 18:00

Os predadores historicamente e em muitas fábulas infantis são vistos como os vilões da história, mas na natureza as coisas não são assim. Esta visita de estudo permitirá desmistificar o papel das rapinas nos ecossistemas.

Os alunos compreenderão porque muitas delas são espécies ameaçadas e como cada um de nós pode ter um papel na sua conservação e na manutenção de ecossistemas equilibrados.

No percurso de autocarro pela lezíria, os alunos estarão atentos aos postes elétricos por dois motivos: enquanto ameaça, mas também procurando observar as águias que os usam para se alimentar, como a águia-pesqueira, ou para observar as suas presas, como a águia-de-asa-redonda.

No EVOA, poderão vê-las em ação, testemunhar as relações tróficas existentes, ficar a par das medidas de conservação que estão a decorrer no território, em diversos projetos de investigação e conservação. Colocarão as mãos na massa ao analisar o que as corujas-das-torres não conseguem digerir, ajudando os biólogos a estudar as populações dos micromamíferos- citizen science.

Já no montado de sobro, poderemos ver outras espécies de rapinas e outras presas, verão ao vivo que medidas estamos a implementar para ajudar o coelho e consequentemente as rapinas.

Já na vinha, descobrirão quem as protege e poderão contribuir com medidas para proteger esse guardião dos perigos que enfrenta.

Valor:

Dia inteiro (EVOA + Charneca da Companhia das Lezírias + Herdade Catapereiro): 14€ ou 13€ (alunos ASE)