O estuário

Uma das 10 zonas húmidas mais importantes da Europa

O estuário do Tejo é a zona húmida mais importante e extensa de Portugal. É considerada uma das dez mais importantes da Europa, principalmente devido às aves aquáticas migradoras.

Os habitats do estuário constituem um mosaico de salinidade, humidade e espessura de vegetação. Este mosaico cria grande riqueza biológica.

A área de sapal do estuário do Tejo é considerada a maior área contínua e com maior significado em Portugal.

O sapal tem grande concentração de matéria orgânica, devido aos sedimentos trazidos pelo rio e à decomposição das plantas que nele se desenvolvem. É, portanto, uma área de grande produtividade biológica. Os principais produtores primários do estuário encontram-se no sapal: são plantas especiais, pois estão adaptadas a elevadas concentrações de sal no meio.

Nos locais onde as águas são menos salobras, o caniço domina a vegetação, formando extensas manchas de caniçal que diversas espécies de aves utilizam para nidificar.

As salinas resultam da transformação de antigas áreas de sapal em estruturas concebidas para a obtenção de sal, apresentando diferentes tipos de tanques com variadas alturas de água.

No inverno, as salinas são um local alternativo às zonas entre-marés, que apenas estão disponíveis page para as aves pouco mais do que quatro horas por dia.






Subscreva a nossa Newsletter


Redes Sociais





Morada

EVOA
Lezíria Sul
Vila Franca de Xira

 

Virtual & Telefone

Telem.: 926 458 963
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
www.evoa.pt